[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Calendário Agrícola >>  JULHO Pub

Pub

Calendário de actividades agrícolas - Julho - horta - pomar - campo - jardim - vinha - adega - animais  
 

Na horta
As regas são de grande importância neste período, e devem ser efectuadas à tarde e de acordo com as necessidades das plantas.
Semear: acelgas, agriões, alface de Outono e Inverno, beldroegas, brócolos tardios, cenouras, chicória, couve de Bruxelas, couve-nabo, couve-flor tardia, ervilhas, feijão (de trepar e anão), nabo, rabanetes, repolho de Inverno, salsa.

No pomar
Continuar com a defesa contra o pedrado das macieiras, nespereiras e pereiras.
Continuar o combate à formiga em todas as fruteiras e ao bichado das macieiras e pereiras.

Vigiar os enxertos feitos anteriormente, procedendo, sempre que necessário, a esladroamentos.
Regar e manter limpos de ervas, por sachas superficiais, os pomares de espinhos.

No campo
Ainda se pulverizam com caldas cúpricas os batatais mais atrasados, a fim de evitar ataques de míldio, tão prejudiciais ao desenvolvimento e conservação dos tubérculos.
Mês da ceifa e da debulha, como principal actividade.
Imediatamente à colheita, os canteiros devem ser lavrados preparando-os para as plantas de Outono.
Terminar a colheita da batata temporã e começar ou acabar a destinada a semente; sachar e regar os meloais, milharais, roçar matos para estrume.

No jardim
Às roseiras cortam-se as rosas murchas, que desfeiam e enfraquecem as plantas.
Aparar, sachar e mondar as relvas, as quais precisam de ser regadas abundantemente (2 ou 3 vezes por dia).
Semear: amores-perfeitos, calêndulas, cinerárias, etc., bem como as plantas bienais e vivazes de demorada germinação, para serem transplantadas e dispostas no Outono.

Na vinha
Ainda se fazem enxofras e sulfatadas, efectuadas consoante as necessidades.
Se além do calor próprio da época também caírem chuviscos, ou houver névoas, as curas repetem-se amiudadas vezes. Desfolhar em volta dos cachos, não deixar que estes fiquem expostos à incidência directa dos raios solares.
Empar os bardos nas ramadas ou latadas, não cortar as pontas das varas para não comprometer a actividade das videiras.

Na adega
Iniciar a preparação dos equipamentos e produtos indispensáveis às próximas vindimas e ao fabrico do vinho.
Atestar o vinho e arejar a adega, mas evitando a entrada da luz solar.

Animais
Tosquiar os rebanhos laníferos.
Atenção à higiene nas pocilgas.


<<<Junho +++ Agosto>>>
 

  Gosta da página? Partilhe!

Voltar ao menu

   
 

Obras de JULHO
conforme Paládio, in “Lunário Perpétuo”, de 1901

No crescente da Lua de Julho se costuma plantar nabos, cenouras, cebolas e mostarda. É muito bom cobrir as cepas, para que não as queime o Sol e cortar a grama da terra, a qual não torna a crescer como em outro tempo.

No minguante é muito proveitoso segar o trigo, para que melhor se guarde e conserve; e o mesmo se fará às amêndoas.

Se neste mês se ouvirem os primeiros trovões, denota carestia de pão, e abundância de frutas onde eles se ouvirem.

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster