[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Calendário Agrícola >>  OUTUBRO Pub

Pub

Calendário de actividades agrícolas - Outubro - horta - pomar - campo - jardim - vinha - adega - animais  
 

Na horta
Prosseguir a preparação dos terrenos, cavando-os ou arando-os e estrumando-os abundantemente.
Defender as hortaliças contra a possível aparição de geadas, por meio de folhas secas, caruma, palha, feno, etc.
Semear: ervilhas, favas, lentilhas, nabos, rabanetes, cenouras, espinafres (que se colhem pelo Natal), coentros e agriões.
Plantar: espargos, couves, beterrabas, morangueiros e alhos.
Os alhos devem plantar-se cedo e agradecem uma boa adubação potássica.

No pomar
Continuar com a abertura de covas destinadas às plantações Outono - Inverno; as covas devem permanecer abertas até à altura da plantação.

Proceder à estrumação e/ou adubação do pomar.
Iniciar, com os devidos cuidados, a plantação de fruteiras.
Inspeccionar as enxertias.
Pulverizar os citrinos ou fruteiras de espinho com caldas cúpricas ou oleosas, conforme as pragas.
Proceder, logo que tenha ocorrido a queda das folhas, aos tratamentos contra a lepra e o pedrado nos pomares de pessegueiros.

No campo
Terminar as colheitas que não puderam ser concluídas em Setembro: batata, feijão, milho, etc.
Concluir a preparação das terras para as sementeiras Outono - Inverno.
Semear favas e ervilhas.

No jardim
Semear: amores-perfeitos, begónias, cravinas, ervilhas de cheiro, goivos, malmequeres, miosótis, papoilas, etc.
Plantar: açucenas, anémonas, ciclames, jacintos, junquilhos, lírios, narcisos, tulipas, etc.

Na vinha
Continuar os trabalhos de vindima; é aconselhável, à medida que se vai vindimando, marcar as cepas mais produtivas e sãs, que servirão para o fornecimento de garfos.

Na adega
Fazer os vinhos brancos de consumo, verdes ou maduros, de bica aberta.
Transfegar os vinhos tintos, especialmente os contidos em cubas de cimento, 15 dias após a encuba.
Vigiar as vasilhas e calafetá-las se verterem.

Animais
Mês favorável para a cobrição das porcas.
Cuidar da alimentação das frangas de uma ano, que iniciam a postura, fornecendo-lhes rações abundantes e equilibradas.
Proceder à iluminação artificial da capoeira, e colocar camas de palha.
Caiar as paredes da capoeira com cal branca, a que se adicionam produtos insecticidas para ter boas condições de sanidade.
Fazer duas vezes por dia a recolha de ovos, que devem ser conservados em lugar fresco, mas nunca sobre palha.


<<<Setembro +++ Novembro>>>
 

  Gosta da página? Partilhe!

Voltar ao menu

   
 

Obras de OUTUBRO
conforme Avicena, in “Lunário Perpétuo”, de 1901

Neste mês se deve vindimar nos lugares enxutos e tardios; é muito boa ocasião para semear todo o género de grãos, que servem para pão, como trigo, centeio, cevada e outros semelhantes. Podem-se semear favas e tremoços. Devem colher-se as bolotas, castanhas, avelãs, e todas as frutas de tarde. Podem-se plantar cerejeiras, gingeiras, pereiras e macieiras.

Se neste mês se ouvirem os primeiros trovões do ano, mostra haver tempestades de vento, e comoções nos ares; carestia de pães e frutas, com pouca vindima, e morte de peixes e gados, nos lugares onde se ouvirem.

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster